Edição da Feira Internacional de Artesanato deste ano acontece no DF entre os dias 14 e 23 de abril

Edição da Feira Internacional de Artesanato deste ano acontece no DF entre os dias 14 e 23 de abril

A 11ª edição da Feira Internacional de Artesanato (Finnar) acontece este ano entre os dias 14 e 23 de abril, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Ao todo, participarão do evento mais de 700 artesãos de 20 unidades da Federação e de 15 países. Além da apresentação dos trabalhos artesanais e da comercialização dos produtos, a programação terá também palestras, oficinas e apresentações culturais.

A Finnar é um evento tradicional no Distrito Federal. Ano passado, segundo a Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer do DF, mais de 100 mil pessoas passaram pelo evento.

Este ano, durante o lançamento da edição, que ocorreu hoje, 16, na Torre de TV, o artesão Zaqueu Gomes Vitor, de 54 anos, foi um dos homenageados. “Me sinto honrado, agradecido. A gente trabalha com arte porque gosta, tem prazer”, disse Zaqueu, morador do Guará, ao lado de uma de suas peças que levou cerca de 35 dias para concluir: um Dom Quixote sentado lendo um livro.

Outro artesão homenageado foi Antonio do Socorro Santos Serejo, conhecido por Tião Piauí, de 46 anos, que mora no DF há quase três décadas. Seu trabalho é conhecido em várias partes do país. Ele produz bolsas, tapetes e luminárias a pufes, mesas e camas. A matéria-prima mais utilizada por Tião, são plantas, como a carnaúba, taboa e palha da costa.

O artesão Marlon Maia, de 50 anos, morador da Cidade Ocidental, em Goiás também foi homenageado.

Economia

Dados da Secretaria Adjunta de Turismo mostra que o Distrito Federal é o quinto Estado do país que mais possui artesãos cadastrados. Somente no ano passado, segundo a pasta, 751 novas carteiras de artesãos foram emitidas e 544, renovadas.

Em abril de 2015, o número de artesão credenciados na secretaria era de 2.258 mil; hoje, são 9.169 mil.

O credenciamento dos artesãos é importante, pois assim eles podem participar eventos apoiados ou promovidos pelo GDF.

Ano passado, dos profissionais credenciados, 1.689 atuaram em 98 iniciativas, e comercializaram cerca de R$ 935 mil, além dos valores de encomendas feitas individualmente.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: