Lula e Dilma se banham nas águas do São Francisco

Lula e Dilma se banham nas águas do São Francisco

Ricardo Stuckert

Do <b>Portal Vermelho</b>, com agênciasDo Portal Vermelho, com agências

Em seu discurso, Lula relembrou a infância pobre no interior nordestino. “Eu sei o que é colocar lata d’água na cabeça, de água suja. Eu vivi isso e por isso sabia que o povo precisava de água limpa”, falou. “Tenho muito orgulho de ter tido a coragem de ter iniciado esse projeto. Todos os presidentes anteriores sempre prometiam a transposição mas o governo do PT foi o único a ter coragem de realizar a obra. Nós – Dilma, eu Ricardo e muitos outros governadores – somos pai, mãe, tios e sobrinhos da transposição do São Francisco”, afirmou.

Lula afirmou, ainda, que a chegada das águas não significa que o problema da seca esteja resolvido.”Ainda tem gente morrendo de sede na beira do rio, morrendo na beira do açude. A água chegou, mas é preciso levar pra adutora, tratar e levar até a torneira. Isso tem que ser cobrado do governo federal para que a água chegue a pequenas comunidades, a quilombolas, e não apenas a grandes fazendeiros”, disse.

“Obra estava praticamente concluída quando saí do governo”, diz Dilma

Ao discursar para a população de Monteiro, a ex-presidente Dilma Rousseff falou do processo de impeachment e dos ganhos conquistados durante os governos do PT, criticou reformas do governo Temer, como a trabalhista e da Previdência, e rebateu críticas sobre os atrasos para a entrega da obra de transposição.

“Essa é uma obra que estava praticamente concluída quando eu saí do governo”, disse ela. “O rio São Francisco está nos ajudando a lavar a alma do povo brasileiro. O presidente Lula deixou o projeto da transposição pronto e eu tenho a honra de ter dado prosseguimento”. Em diversos momentos, a ex-presidente foi interrompida por gritos de ‘Fora Temer’.

O governador do Estado, Ricardo Coutinho, disse que as “elites políticas” tentaram impedir a transposição a qualquer custo. “Essa obra não poderia ser realizada por membros daquela elite que governava este país. Tinha que ser um homem do povo para fazer. O que está diante de nós é uma coisa chamada libertação, que veio com essas águas. O povo sabe o que quer; ninguém sai de casa embaixo de sol para vir a um evento desses para nada. Vamos restaurar a liberdade democrática deste país “, disse.

Vários parlamentares estiveram presentes ao ato: a deputada Luciana Santos, a senadora Vanessa Grazziotin, Silvio Costa, a Benedita de Oliveira (RJ), e os senadores Lindbergh e Humberto Costa.

Do Portal Vermelho, com agências

Comentários

%d blogueiros gostam disto: