O ex-presidente e pré-candidato à presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Luiz Inácio #Lula da Silva, é o político mais bem avaliado em pesquisa nacional divulgada pelo Ipsos, na quinta-feira (30). Lula aparece com 38% de aprovação e 59% de reprovação.

Entre todos os políticos, Lula é o mais bem avaliado, o que preocupa adversários e concorrentes nas eleições do ano que vem. Nomes do PSDB, partido que polariza com o PT as disputas presidenciais desde 1994, aparecem abaixo do ex-presidente.

Lula x PSDB

Lula tem 38% de aprovação e lidera a pesquisa entre os políticos. Ele está à frente de nomes como Geraldo Alckmin, governador de São Paulo; João Dória, prefeito da cidade de São Paulo; e Aécio Neves, senador pelo estado de Minas Gerais.

Alckmin e Doria têm, cada um deles, apenas 16% de aprovação. Em uma conta simples, se a aprovação dos dois fosse somada, mesmo assim ficariam 6% atrás de Lula. Aécio Neves tem números ainda menores, com apenas 11% de aprovação.

Com exceção de Doria, os outros dois têm o nome envolvido em esquemas de corrupção, o que compromete suas imagens. Mas Lula, por exemplo, é réu em cinco processos – três deles da Operação Lava Jato – e mesmo assim é bem avaliado por grande parcela da população.

O ex-presidente Lula está sempre em evidência. Notícias envolvendo o homem que governou o Brasil entre 2003 e 2010 são comuns no dia a dia da imprensa nacional. Na maioria das vezes, as notícias são negativas, como o indiciamento na Operação Lava Jato, por exemplo.

Mesmo assim, desde dezembro, a aprovação a Lula cresceu bastante. No final do ano passado, 24% das pessoas aprovavam o ex-presidente. Em fevereiro, este número cresceu para 31% e agora em março chegou aos 38% – todos eles de acordo com o Ipsos.

“A pergunta mais interessante para nós, enquanto pesquisadores, é: qual é o limite de Lula? Até quando ele consegue converter desaprovação em aprovação? Se ele conseguir mostrar que isso é possível, será forte candidato em 2018″, avalia Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos. #pesquisa ipsos