Editorial Jeová Rodrigues

O palco do julgamento do ex-presidente Lula no próximo dia 24 recebeu, nesta segunda-feira, 8, um abraço simbólico de ato organizado pelo Comitê em Defesa da Democracia e de Lula ser Candidato de Porto Alegre.

“TRF 4: Interrompa o golpe”, escreveram os manifestantes em uma faixa de 40 metros. O objetivo da manifestação foi denunciar a perseguição judicial ao ex-presidente, cujo processo tramitou em tempo recorde no tribunal em questão.

Até a data do julgamento, inúmeras atividades em defesa de Lula estão sendo agendadas para acontecer tanto em Porto Alegre quanto em outras capitais.

 

Confira a agenda:

13 de janeiro – Em todos os estados do país, dia de manifestações e de lançamento dos Comitês Populares em Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser Candidato;

22 de janeiro – Em Porto Alegre, Seminário Internacional sobre Democracia (manhã) e Debate com juristas e lançamento das edições em espanhol e em inglês do livro “Comentários sobre uma Sentença Anunciada” (tarde);

23 de janeiro – Em Porto Alegre, Ato das Mulheres em apoio ao presidente Lula (manhã), ato internacional em conjunto com o Fórum Social Mundial (tarde), seguido de caminhada e vigília em defesa da democracia e do presidente Lula.

24 de janeiro (dia do julgamento) – Ato Público em Porto Alegre em Defesa da Democracia e do direito de Lula ser candidato. Em todos os estados, manifestações em defesa da democracia e do direito do presidente Lula.

No dia 25 de janeiro, a Comissão Executiva Nacional do PT fará reunião ampliada para reafirmar a candidatura de Lula à presidência da República.

(*Com informações da Revista Fórum)

Compartilhe com seus amigos:
Categoria corrupção, Denucias.