Editorial Jeová Rodrigues

A corrida para julgar e condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não será suficiente para tirar o nome e a foto do petista das urnas nas próximas eleições, diz o jornalista Elio Gaspari.

Confira abaixo trechos da coluna em que ele antecipa a questão:

“Qualquer previsão para o resultado do julgamento de Lula no TRF-4, marcado para o próximo dia 24, será apenas um palpite. No entanto, quem conhece o assunto assegura que, pelo andar da carruagem, a fotografia de Lula estará na urna eletrônica em outubro. Isso poderá acontecer mesmo tomando-se o mais duro dos resultados, 3 a 0 pela condenação, acompanhando-se o voto do relator. Os recursos aos tribunais de Brasília postergarão o fim do processo, e Lula poderá receber votos, mesmo tendo sido condenado na segunda instância. Esse não é um palpite, é o frio diagnóstico de pessoa capacitada a fazê-lo.

Admitindo-se que Lula seja derrotado, o jogo termina. Se ele ganhar, continua, à espera do resultado de seus recursos, que terminarão no Supremo Tribunal Federal. Nesse caso os 11 ministros do STF estarão diante de uma situação histórica: suspender o mandato de um cidadão que teve em torno de 50 milhões de votos e fez uma campanha apresentando-se como vítima.”

247

Compartilhe com seus amigos:
Categoria Denucias, Lava a jato, PERSEGUIÇÃO, Politica.