Editorial Jeová Rodrigues

General Eduardo Villas Bôas afirmou em entrevista que há risco de politização das forças armadas nas eleições.

O chefe do Exército disse que o pedido de tropas federais no dia 24 de janeiro, data do julgamento do ex-presidente Lula, é inconstitucional.

“Este é um problema essencialmente de segurança pública. Não precisa de decretação da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para isso”

brasil247

Compartilhe com seus amigos:
Categoria CEILÂNDIA, Denucias, JUSTIÇA, Lava a jato, PERSEGUIÇÃO, Politica.