Editorial Jeová Rodrigues

Presidente do Partido da Causa Operária (PCO), Rui Costa Pimenta afirma que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não pode recuar e deve manter sua candidatura mesmo em hipótese de prisão. “Ninguém na direita poderia prever o tamanho da reação contra a condenação de Lula e contra o golpe”, afirma. “Os golpistas estão patinando e, por isso, o PT não deve recuar e deve ir para cima. Se recuar e lançar outro candidato, será colocado na marginalidade política”.

Ele afirma ainda que a condenação de Lula em segunda instância foi um resultado previsível, uma vez que os desembargadores não fariam nada diferente, a não ser referendar a decisão do juiz Sergio Moro. Pimenta afirma que o risco de prisão é real e diz que o PT e os movimentos sociais devem estar preparados para este cenário e prontos para uma radicalização também nas ruas.

O presidente do PCO vê muitas semelhanças entre o que acontece no Brasil e o que ocorreu na Itália, onde a Mãos Limpas permitiu o desmantelamento do sistema político italiano e a privatização da ENI, empresa italiana de petróleo, que passou a ser controlada por investidores norte-americanos.

Pimenta será comentarista permanente da TV 247 e irá analisar a conjuntura política e econômica todas as segundas-feiras, às 15h.

Por Leonardo Attuch e Paulo Moreira Leite 

Inscreva-se na TV 247 e confira a íntegra da entrevista:

00:00/00:50brasil247 Video 2018-02-03_04-47

Compartilhe com seus amigos:
Categoria CEILÂNDIA, JUSTIÇA, Lava a jato, PERSEGUIÇÃO, Politica.