Editorial Jeová Rodrigues

No dia 18 de julho de 2017, uma recepcionista de salão de beleza do Rio de Janeiro, se recusou a comentar a condenação do ex-presidente Lula, proferida dias antes pelo juiz partidário “Sérgio Morro de Rir”, notícia essa discutida e comemorada com grande frenesi pela mídia nativa, tendenciosa e descarada, bem como por grande parte das pessoas da classe média e integrantes das redes sociais.

A funcionária do salão carioca, quando perguntada, disse que “não achava nada” da condenação de Lula.

Uma colega de trabalho, que não é proprietária e deve ser uma “trabalhadora-batalhadora” do “seu pão de cada dia”, foi ao dono do estabelecimento e disse que “não queria ficar olhando a cara dessa petista”.

Resultado dessa ópera bufa: a recepcionista, que não é petista, foi sumariamente demitida.

Este é o quadro atual pintado com as cores do preconceito, racismo, intolerância e ódio pelo próximo.

Ódio entre irmãos brasileiros, resultado de 50 anos de domínio da (des)informação, exercida pelos detentores da “comunicação de massa tupiniquim”, bem como “nos bancos das escolas” da rede privada.

Um oligopólio midiático danoso, maléfico, apátrida e acima de tudo inconstitucional.

Uma rede de ensino privado, cara, ultrapassada, conservadora e americanizado, obra e arte dos governos tucanos.

No tocante à comunicação de massa, trata-se de uma máfia encabeçada pela rede Globo, com fortalecimento a partir de 1964 e que tem agora, uma forte concorrente na disputa de “cabeça de chapa”, a Rede Bandeirantes.

Este ilegal, maléfico e distorcido poder, atravessou todos os governos nesses últimos anos, do militar ao petista. Um por ser o fomentador da criação e o outro por ignorância (para não dizer as palavras merecidas).

Diante dessa triste realidade, quero me dirigir a você fiel telespectador da grande mídia, que:

*bateu panelas, ( incluindo as Teflon e Lekssa);

*comemorou os resultados das votações do impedimento de uma presidente da república legitimamente eleita, goste ou não dela; e

*nesse momento se regozija com a condenação ILEGAL de um cidadão brasileiro, o senhor Luiz Inácio Lula da Silva.

Trata-se de um trabalhador metalúrgico assalariado. Um retirante nordestino que aprendeu sobre a vida passando fome com a mãe e seus irmãos, origem esta, comum a quase todos os brasileiros, mas veementemente negada pelos paneleiros & cia.

Um trabalhador com pós-doutorado na Universidade Federal da Vida Sofrida (UFVS), e que se tornou o Presidente da República mais  querido da história do Brasil e mais respeitado pela comunidade mundial.

Um conterrâneo de todos nós, que lutou pelo retorno do estado democrático de direito, pela liberdade de expressão e de manifestação, que hoje vocês usufruem sem saber que muitas vidas foram ceifadas nesse percurso.

Só que ele cometeu um erro fatal, sob a ótica doentia da classe média de “araque”:

“Levou um prato de comida para os mais pobres e desprotegidos deste país, nossos irmãos perante Deus, brasileiros marginalizados e destruídos pela fome”.

Prato de comida que sempre lhes faltou e que muitos de vocês jogam fora todos os dias.

Como vocês se consideram “classe média”, insistem em participar do primeiro mundo”, pois conhecem mais o exterior do que seu próprio país e como são eternos candidatos a “riquinhos”, aqui vai um pequeno informe:

para esses países, classe média é a pessoa que, “no frigir dos ovos”, tem como capital, no mínimo, oito dígitos antes da vírgula, de preferência em dólar ou euro.

Afora isso, é  recalque, frustração, “vontade de querer ser o que não é”.

Passo-lhes agora algumas das inúmeras informações disponíveis para qualquer pessoa que procura fontes alternativas de informação, que poderão ser úteis para sua reflexão.

Vamos lá:

*Continuam livres, leves e soltas como passarinhos a esposa e a filha, cúmplice do bandido condenado, corrupto e corruptor, Eduardo Cunha, símbolo da classe média burguesa, corrupta, racista e preconceituosa;

*450 Kg de pasta de cocaína de grau máximo de pureza, o que caracteriza narcotráfico, pela quantidade e qualidade, apreendido em helicóptero de um senador mineiro, amigo e sócio de um amigão de vocês e maior representante da classe média/rica deste país – sem absolutamente ninguém indiciado e com a manutenção do tráfico para suprir o vício mortal de nossos jovens, mais diretamente os de classe média, possivelmente, os seus filhos, pois os filhos de pobre no máximo fumam crak;

* 450 bilhões de reais foram desviados do BANESTADO para políticos e empresários na era FHC sem que nenhuma  denúncia fosse formalizada contra os envolvidos. Agora, novamente estão nas páginas policiais em nova formação de quadrilha e que possivelmente, repetindo a dose, “nada lhes acontecerá”;

* Venda”de empresas estatais produtivas e lucrativas, para o capital especulativo internacional (a banca), por valores depreciados, com empréstimo de dinheiro público para aquisição – sem absolutamente nenhuma investigação;

*Alto escalão do governo federal, denunciado na justiça – sem nenhuma condenação ou necessidade de condução coercitiva, bem como impedimento da abertura de inquérito do “chefe maior”, após compra descarada com nosso dinheiro, dos parlamentares cúmplices;

*A operação Lava Jato, ovacionada e cantada em verso e prosa por vocês, comandada por um juiz de primeira instância, com postura ética e profissional claramente partidária e extremamente duvidosa, que conseguiu sob o pretexto de combater a corrupção (já que os corruptos continuam no poder) destruir  7 milhões de empregos e o mais grave, a maior parte da engenharia nacional e suas empresas, pois não separou “as pessoas” das “instituições-empresas”;

Enquanto isto, neste maravilhoso e rico país que vocês transformaram em uma “pobre republiqueta das bananas”:

*Uma mulher, presidente eleita soberanamente pela maioria do povo brasileiro- sem culpa formada, impedida de governar;

* Lula, com “provas indiretas e forjadas”, inexistentes no mundo jurídico – condenado a 12 anos de cadeia;

*Governo sem absolutamente nenhum voto popular, acusado de corrupção e de corruptor, considerado pela comunidade internacional como o mais corrupto da história da república do país, apoiado e instalado com ajuda de vocês –  está implementando políticas de destruição de todos os direitos e garantias individuais e trabalhistas, com retrocesso de no mínimo 100 anos no desenvolvimento do país;

*A maior reserva de petróleo do mundo, o pré-sal, riqueza estratégica e imprescindível para o desenvolvimento do povo brasileiro e da América Latina — está sendo entregue a preço de banana para as empresas transnacionais;

*O Sistema Aquífero Grande Amazônia (Saga), o maior aquífero do mundo, pois abriga de forma subterrânea mais de 150 quatrilhões de litros de água, podendo no futuro muito próximo sustentar de água doce de excelente qualidade todos os habitantes do planeta terra por 250 anos — está sendo ao capital internacional;

*Corte drástico de recursos para ciência, tecnologia e inovação, que afetará seriamente projetos dos centros de pesquisas científicas, das universidades e forças armadas, principalmente, o programa de desenvolvimento de submarinos (prosub), e a construção do primeiro submarino com propulsão nuclear brasileiro, bem como as novas tecnologias nacionais, que trariam enormes ganhos para a indústria do país – impedirá que o Brasil se desenvolva de forma autônoma e soberana.

Paro por aqui, pois se fosse elencar todas as maldades e arbitrariedades do desgoverno Temer eu levaria mais algumas horas.

Agora pergunto:

Essa é a justiça e o combate à corrupção que vocês tanto alardeavam?!

Na verdade, vocês não passam de massa de manobra sem nacionalidade, um bando de “americanizados” de araque.

Aproveito para dar mais uma triste notícia:

Os gringos americanos não querem e não gostam de brasileiros. Vocês jamais participarão da “elite global”, pois o brasileiro é considerado por eles, como “raça de segunda categoria”, eternos terceiro mundistas.

Vocês não passam de “idiocentes” bananeiros manipulados.

Para nós que amamos este Brasil, vocês representam a burrice potencializada, a maldade personalizada, pois em função do seu egoísmo e ódio, milhares de famílias brasileiras serão condenadas à pobreza extrema, à eterna escravidão, ao analfabetismo, à miséria e à doença mental.

Como vocês gostam de exemplos internacionais, segue um:

“A fome é a razão pela qual algumas células tumorais se separam do tumor primário para colonizar outras partes do corpo, como aponta Colin Goding, cientista do Instituto Ludwig de Pesquisa do Câncer”.

Ou seja, a fome produz câncer!

A curtíssimo prazo de tempo, vocês serão responsáveis pela desgraça e morte de milhares de brasileiros, de seres humanos, de nossos semelhantes.

É sempre bom lembrar que um copo nunca está vazio. E como resultado de um Estado Mínimo, que trabalha (?) de costas para a sociedade, sem políticas públicas que assegurem o “bem-estar social”, “o morro que não tem vez” — um exército de miseráveis, desesperados, sem esperança e amparo —  vai descer para buscar o que lhes pertence.

E nós — que amamos este país e não abrimos mão de viver aqui, bem como a maioria de vocês que não possui imóvel e fortuna para morar em Miami– sofreremos e pagaremos muito caro por essa aventura dantesca e irresponsável de romper a ordem institucional.

Infelizmente, como resultado da violência generalizada, teremos pais, irmãos, amigos, filhos, violentados e mortos.

Neste momento, já temos em vários estados exemplos do trágico futuro que nos aguarda. É o caso guerra civil não declarada na cidade maravilhosa do Rio de Janeiro, assim como na outrora pacata e doce cidade do Sol, Natal/RN.

Vocês  chamavam e chamam todos nós que lutamos pela manutenção da Ordem Democrática de “sanduíche de mortadela”.

Vocês odiavam e odeiam o mais humilde por frequentar o “seu” aeroporto, terão uma grande surpresa com a quadrilha que ajudaram a colocar no poder.

Com o rombo nas contas públicas, a imposição de um programa econômico neoliberal selvagem e agressivo,  a entrega de todas as riquezas nacionais e a destruição das políticas públicas, vocês logo, logo, irão comer sanduíche de mortadela nas plataformas da rodoviária, ao lado de quem, por ignorância, vocês odeiam e desprezam tanto.

Sinto muito, mas a história não perdoa!

Vocês serão a vergonha eternizada nos livros de história que seus filhos e/ou netos estudarão.

Triste nação que tem entre os seus, elementos apátridas e desumanos, desprovidos de qualquer sentimento de compaixão.

Que Deus tenha pena de suas almas encharcadas pelo ódio cego, pelo desprezo ao seu próximo, pela ignorância consciente.

Vocês não são loucos.

Vocês são idiotas conscientes.

Vocês são maus!

Que Deus tenha piedade deste triste e sofrido país.

 

por Carlos Des Essarts Hetzel, especial para o Viomundo 

Compartilhe com seus amigos:
Categoria CEILÂNDIA, JUSTIÇA, Lava a jato, Politica, Segurança Publica.