Editorial Jeová Rodrigues

Rodrigo Maia vai engavetar a reforma previdenciária, diz a Folha de S. Paulo.

Mais ainda: “ele pretende transferir o ônus da derrota para o Palácio do Planalto (…).

Seu plano é dizer que o texto ficará como ‘legado’ para ser votado em 2019 pelo novo presidente da República”.

Compartilhe com seus amigos:
Categoria CEILÂNDIA, Denucias, JUSTIÇA.