Editorial Jeová Rodrigues

Frente Ampla a ser lançada ainda em fevereiro reúne PT, PDT, PSB, PCdoB e PSOL, os candidatos à presidência por estes partidos, democratas de outras legendas, governadores, movimentos sociais e personalidades

Dirigentes da oposição reuniram-se nesta quarta-feira (7) na sede nacional do PDT, em Brasília, e decidiram criar a Frente Ampla em Defesa da Democracia e da Soberania Nacional. A Frente Ampla deve ser lançada ainda em fevereiro, reunindo PT, PDT, PSB, PCdoB e PSOL, os candidatos à presidência por estes partidos, democratas de outras legendas, governadores,movimentos sociais e personalidades.

“Este é um passo muito importante para construirmos a unidade da centro-esquerda e das forças progressistas no país”, disse a senadora Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT.

“Será grande a luta para restabelecer a democracia, superar os retrocessos e garantir os direitos da população, inclusive o direito de votar em Lula para presidente.”

Thea Tavares

Frente Ampla em Defesa da Democracia e da Soberania

Além de Gleisi, participaram da reunião, entre outros, o líder do PDT na câmara, André Figueiredo; o líder do PSB no Senado, João Capiberibe, a presidenta do PCdoB, Luciana Santos, o presidente do PSOL, Juliano Medeiros, e o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

 FRENTE AMPLA DA ESQUERDA – UNIDADE PARA LUTAR PELA DEMOCRACIA

Os presidentes e líderes de partidos de oposição ao governo do ilegítimo Michel Temer estiveram reunidos na sede nacional do PDT, em Brasília, nesta quarta-feira (7), para buscar a unidade nas ações entre as siglas oposicionistas e os movimentos sociais. De acordo com o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), o objetivo do encontro foi o de construir uma Frente Ampla nacional, que deverá mobilizar os brasileiros em defesa da democracia, da soberania nacional e pela garantia dos direitos dos trabalhadores e aposentados. O líder da Minoria na Câmara,José Guimarães (PT-CE), e a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR), também elogiam a unidade das oposições.

56
13
24
Compartilhe com seus amigos:
Categoria CEILÂNDIA, Politica.