Editorial Jeová Rodrigues

Um grupo de artistas formado pelas atrizes Paula Lavigne, Alinne Moraes, Paula Burlamaqui, Maria Paula e Sônia Braga, além do músico Criolo, colocaram a mão na massa na tarde desta quarta (7/2) para ajudar na construção de uma casa sustentável no condomínio Sol Nascente. As informações são do Correio Braziliense

 
A ida do grupo à Capital Federal teve como objetivo conhecer melhor a a tecnologia da bioconstrução, utilizada no acampamento. Acabaram entrando no mutirão, ao lado dos integrantes do grupo, pisando na massa até que ela ficasse homogênea e macia, pronta para o uso na construção.
 
Em outubro do ano passado, o MTST conseguiu, em negociação com o governo do Distrito Federal, a cessão de um terreno que vai abrigar 109 famílias. A intenção dos coordenadores do movimento é que as casas sejam construídas com técnicas de bioconstrução e permacultura. Normalmente, essas construções são realizadas com bambu, terra, areia e palha. 
 
Os artistas chegaram ao local por volta de 14h, e visitaram a casa de Alzerita Pereira de Siqueira, 55 anos, ex-vendedora ambulante, hoje desempregada e dona da primeira residência sustentável do Sol Nascente. Depois, ajudaram a pisar a terra e a erguer a parede da futura sede da secretaria do movimento no Sol Nascente. 

“A bioconstrução é o futuro”, disse Paula Lavigne, empresária e dona da Uns Produções e Filmes, responsável por gerenciar a carreira de Caetano Veloso. “Isso precisa ser regulamentado. A regulamentação da bioconstrução só não existe por causa do lobby das grandes construtoras.”
 
Fonte: Correio Braziliense / Imagem Jornal Extra
Compartilhe com seus amigos:
Categoria CEILÂNDIA, JUSTIÇA, Politica.